sexta-feira , 23 junho 2017
Largada Big Biker 2014

Big Biker 2014

A Big Biker Cup é talvez das mais tradicionais provas de mountain bike maratona do Brasil, sendo realizada há 14 anos e ganhando mais participantes a cada ano. Em 2014, assim como nos últimos 7 anos, a competição foi disputada em 4 etapas ao longo do ano, passando por Taubaté-SP em março, Itanhandu-MG em maio, São Luis do Paraitinga-SP em julho e Santo Antônio do Pinhal-SP neste último final de semana – 14/09/2014.

Cada uma das quatro etapas possui suas próprias características, variando tipo de terreno, quantidade de montanhas, nível de dificuldade técnica, distância, temperatura, mas mantendo sempre a mesma proposta: desafiar os participantes.

E é justamente isto que a maioria dos atletas que se inscrevem para o evento buscam, superar um desafio. Claro que muitos estão ali buscando vencer, subir no pódio, conseguir um troféu, um resultado para os patrocinadores, porém para grande parte dos competidores o pódio está bem distante e mesmo assim se sentem motivados a participar, superar seus limites, vencer os duros percursos e voltar para casa com muitas estórias para contar. Este tipo de experiência é muito bem proporcionada para quem participa de um Big Biker, tanto para quem quer o pódio, quanto para quem busca completar a prova.

A última etapa de 2014, em Santo Antônio do Pinhal, foi a mais curta delas, mas nem por isso a mais fácil. Este é um caso claro no qual a distância engana. Os 58km percorridos pela categoria Pro são bastante desafiadores, com muitas subidas longas, íngremes, muitas pedras, raízes, desníveis, além de uma boa quantidade de subidas em trilhas técnicas que literalmente sugam as energias dos atletas. É possível analisar a dificuldade por uma análise dos tempos de conclusão dos atletas da categoria Elite, que ficam próximos aos de outras etapas que percorreram distâncias superiores a 80km.

Captura de Tela 2014-09-15 às 15.40.37

Além das subidas, a última etapa é famosa pela descida do Zig Zag. São quase 10km em trilha (Single Track) com muitos degraus, cavas e curvas em cotovelo. Para quem gosta do mountain bike é uma parte muito divertida do percurso, mas também bastante cansativa, exigindo muita concentração, força nos braços e uma boa técnica pra superar bem todos os obstáculos.

Quem competiu neste último domingo e interagiu com todos esses tipos de terreno, se desafiou a buscar uma boa classificação ou apenas encarou a prova como um desafio pessoal de completar o percurso, com certeza deve estar satisfeito com o resultado. Foi uma boa prova, muito bem organizada, pontual, com muita água disponível nos pontos de hidratação, boa estrutura para as equipes de apoio e com muita gente acompanhando.

Apesar de ser um esporte não muito popular no país, as grandes competições de bicicletas movimentam as cidades por onde passam. O Big Biker se torna um dos maiores, se não o maior, evento anual das cidades onde são disputadas as provas, lotando todos os hotéis, restaurantes, comércio, movimentando a cidade como um todo. O mesmo pode ser observado em eventos da mesma categoria, como copa Ravelli, Iron Biker, Brasil Ride, entre outros. Ou seja, são grandes eventos que propagam o esporte a novos praticantes e motivam todos aqueles praticantes que buscam locais diferentes para fazer o seu pedal. E é disto que o esporte precisa, bons eventos que motivem e propaguem a cultura das bicicletas entre os brasileiros.

About Map of Sports

O MOS é um site criado pela paixão por esportes. O seu objetivo principal é divulgar o esporte e todos os seus benefícios. contato@mapofsports.com

Check Also

2560x1709px---shutterstock_199385387

ConnectMoves – A startup que conecta pessoas para praticarem atividades físicas

O sedentarismo atinge boa parte da população mundial e se torna um enorme problema. O ...